O medo de tentar novamente

O medo de tentar novamente

O MEDO DE TENTAR NOVAMENTE

Se por um lado é empolgante por outro assusta pois há sempre por trás o medo de não conseguires!

Porque não é fácil, porque crias expectativas e porque e torna-se desconfortável !

Lembra-te que somos seres humanos e que por “defeito” e somos todos assim: a primeira tendência é fugir de tudo o que nos possa causar desconforto, estamos programados assim!

A persistência é necessária para que gradualmente se crie hábito!

(Especialista falam e descrevem que este mau estar leva até um mês)

A persistência é importante, mas há outras dicas importantes para que entendas o que necessitas antes de dares o passo!

(Continuação do texto no blog-

Segue o link na bio do Instagram)

👉🏼Deixa aqui a tua opinião, a tua opinião é importante ❤️

1 -os começos não são fáceis o quanto desejávamos que fossem!

Segundo o investigador  Keith Rollag, autor de What to Do When You’re New: How to be Comfortable, Confident, and Successful in New Situations, estes receios vêm das nossas origens. “A tua performance podia ter um grande impacto no teu status e na tua habilidade de conseguir os recursos necessários”, afirmou ele em entrevista.

Além disso, conheceres novos métodos como o de te conheceres a ti mesma é cada vez mais o melhor investimento, defendido por vários cientistas, psicólogos , o que não significa que seja fácil!

Como conheceres novas pessoas e grupos ao tentares novas experiências pode despertar uma ansiedade sobre ser uma pessoa nova. E tudo bem.

Quando te sentires assim, lembre-se de que todos no mundo já passaram por isso em algum altura de mudança e que não é um problema individual, e sim de toda a espécie humana, fomos feitos e temos de “origem “ “sensores “, que nos afastam de tudo o que nos causa mau estar, dor

2 – O facto de não te sentires vista também é uma das causas de receio,

Existe um termo chamado “efeito holofote,”

que fala da tendência que temos de sentirmos que estamos a ser julgados pelos outros.

Mas pensa: na prática, quantas vezes tu fazes isso também com as outras pessoas?

E não foi por isso que elas se sentiram impedidas de o fazer!

Na verdade os outros estão menos preocupadas com as tuas habilidades, do que tu mesma

3 – Começar com a mentalidade certa!

Muitas vezes, quando começas, a maioria das vezes arrancas com a intenção de seres de sermos os melhores.

Isso pode se transformar em frustração. Isto tem muito a ver com a vontade de fazermos bem ( o que é óptimo ), mas passa também pela vontade de impressionar os outros, o que faz com que percebas que isso vai causar pressão em ti, e que faz com que não respeites o teu tempo!

E se errares há que teres a humildade de admitir e continuar.

O “erro”, pode sempre ser visto e sentido como um alerta de te levar a aprender acerca de ti mesma para lidares com aquilo que te fez errar!

Jamais é um indicador de não conseguires!

4 – Prepara-te  antes de começares!

Se te estás a sentir intimidada pela tarefa, pelo plano alimentar em questão, a sugestão é que te prepares antes com antecedência ( planear, criar respostas para algumas dificuldades que podes saber que aparecem), preparar não é adiar!

“ensaiar faz com que tenhamos a sensação de que completamos 50% da atividade. “quanto mais tu  conseguires reduzir a sensação de ansiedade, mais hipóteses vais ter de te sentires bem durante a experiência”



Cartas Para Ti

RECEBE CARTAS PARA TI, GRATUITAMENTE, QUE IRÃO NUTRIR TEU ESTADO EMOCIONAL.​

Vão ser desde pensamentos, A exercícios que te façam conectar mente e corpo! Não te irão transformar, a intenção é mais .... Passa por te acarinhar, E fazer lembrar que tu existes e que mereces o que desejas! Esquecemos-nos muitas vezes disso! Cartas para ti, É uma forma de te relacionares melhor contigo mesma! Criares uma relação de amor e cumplicidade contigo!​